Achado 1º planeta habitável fora do sistema solar

[b]
Terça, 24 de abril de 2007, 15h27 Atualizada às 11h17

Achado 1º planeta habitável fora do sistema solar
[/b]

Alemanha, 24/04/2007 - O planeta habitável fora do Sistema solar, além de possuir temperaturas muito similares às da Terra, teria capacidade para armazenar água

Cientistas da Organização Européia para a Pesquisa Astronômica no Hemisfério Austral (ESO) descobriram pela primeira vez um planeta habitável fora do sistema solar, com temperaturas muito similares às da Terra. O planeta tem capacidade para armazenar água, informou nesta terça-feira a equipe da ESO, com sede na localidade alemã de Garching. O estudo será divulgado nesta quinta-feira na revista Astronomy and Astrophysics.

http://img.terra.com.br/i/2007/04/24/499995-7790-it2.jpg

Alemanha, 24/04/2007 - Cientistas apresentam imagem do planeta habitável

“Achamos que a temperatura dessa ‘Super-Terra’ oscila entre 0ºC e 40ºC, de modo que a água poderia ser líquida”, assinalou Stéphane Udry, do Observatório de Genebra, por meio de um comunicado. O distante planeta fica na constelação de Libra e gira em torno da estrela Gliese 581.

Segundo o estudo, o planeta tem 1,5 vez o raio da Terra e uma massa cinco vezes superior à do nosso planeta. O exoplaneta, como os astrônomos definem os que não fazem parte de nosso sistema solar, é o menor já descoberto e, segundo os cientistas, realiza uma órbita completa em 13 dias. Além disso, sua distância em relação à Gliese 581 é 14 vezes menor do que a que separa a Terra do Sol, explicaram os cientistas da ESO, reforçando, no entanto, que ainda não foram encontrados indícios de água ou vida.

A estrela do planeta descoberto é menor, mais fria e menos luminosa do que o Sol. Por isso, o planeta se encontra em uma área habitável, ou seja, em uma região na qual a água poderia ser líquida e as temperaturas ambientais, agradáveis. Os prognósticos realizados pelos cientistas mediante o uso de diferentes modelos indicam que o planeta deve ser muito rochoso, como a Terra, ou estar coberto por oceanos, assinalou Udry.

“Tendo em vista sua temperatura e sua proximidade relativa (a Gliese 581 é uma das estrelas “próximas” à Terra), o planeta será, com grande probabilidade, um alvo muito importante das futuras missões espaciais que se dedicarem à busca por vida extraterrestre”, disse Xavier Delfosse, da Universidade de Grenoble e membro da equipe de Udry.

A Gliese 581 é uma das 100 estrelas mais próximas à Terra, situada a apenas 20,5 anos-luz da constelação de Libra e com cerca de 30% da massa do Sol, explicaram os astrônomos.

EFE

Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.

[url=http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,OI1571809-EI301,00.html]http://noticias.terra.com.br/ciencia/inter...9-EI301,00.html[/url]

Terça, 10 de abril de 2007, 19h02
Detectado sinal de água em planeta extra-solar

http://img.terra.com.br/i/2007/04/24/500019-9908-ga.jpg

Um astrônomo americano anunciou nesta terça-feira que detectou vestígios de água na atmosfera de um planeta fora do Sistema Solar pela primeira vez. A descoberta, que será publicada no Astrophysical Journal, confirma antigas teorias que dizem que o vapor d’água deve estar presente na atmosfera de quase todos os planetas extra-solares já conhecidos.

O planeta em questão é o HD209458b, a cerca de 150 anos-luz da Terra. Usando observações já feitas pelo telescópio Hubble e novas teorias, Barman encontrou forte evidência de absorção de água na atmosfera do planeta. Para chegar a essa conclusão, o astrônomo aproveitou o fato de que o HD209458b dá uma volta completa em torno de sua estrela a cada 3,5 dias terrestres e, quando passa na frente dela, pode ser visto da Terra.

A análise da variação do brilho da estrela antes e depois de o planeta passar por ela permite que sejam encontrados vestígios de certos compostos presentes na atmosfera do planeta. Nesse caso, a análise feita por Barman encontrou sinais de água.

“Sabemos que o vapor d’água existe na atmosfera de um planeta extra-solar e há boas razões para acreditar que outros planetas extra-solares contêm vapor d’água também”, disse Travis Barman, astrônomo do Observatório Lowell, no Arizona, entrevista ao site Space.com.

Redação Terra

[url=http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,OI1540355-EI301,00.html]http://noticias.terra.com.br/ciencia/inter...5-EI301,00.html[/url]

Quarta, 25 de abril de 2007, 11h16
CORREÇÃO: Achado 1º planeta habitável fora do sistema solar

Ao contrário do que foi publicado anteriormente pelo Terra no título da notícia Achado 1º planeta habitável fora do sistema solar, no dia 24 de abril, às 15h27, a estrela em que o planeta Gliese 581 orbita é mais fria e menos luminosa do que o Sol. Segundo a astrônoma da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Thaisa Storchi Bergmann, a estrela é uma anã vermelha e tem 1/100 da luminosidade do Sol. A informação foi corrigida no dia 25 de abril, às 11h10.

Redação Terra

http://noticias.terra.com.br/interna/0,,OI…-EI6779,00.html

A LENTE QUE ESSES “CARAS” USAM TEM PARA VENDER ? (rs)
Aliás, além de sondas, radares, e outros tipos de maneiras e esperiências para se descobrir um “achado” destes, uma lente pode chegar a “ver” até quando? (qual é o limite atrás das lentes?)

:denken:

150 anos luz de distancia da Terra ?

Do ladinho… praticamente um vizinho … hehehe

Interessante seria encontrar vida inteligente!
Algo absurdamente raro, inclusive no planeta Terra… :huilen:

Interessante seria encontrar vida inteligente! Algo absurdamente raro, inclusive no planeta Terra... :huilen:
:laughing: :laughing: :laughing: :thmbup:
Interessante seria encontrar vida inteligente! Algo absurdamente raro, inclusive no planeta Terra...

hahah, essa foi boa!

Abraço,

Renato

Como os seres que habitam outros planetas não são iguais aos seres humanos (devido ao ambiente onde vivem), podemos concluir que qualquer planeta (até o sol) é um planeta habitável.
É comum cometerem o erro de de generalizar o termo “habitável”, dando-se a entender que nenhum ser pode habitar tal lugar. Na verdade que não pode habitar ali é o homem.
Ser humano é uma coisa, outros seres, são outra coisa :wink:

Ainda falta muito pros seres humanos terem contato com outra coisa pq não tem capacidade psicologica p/ lidar com isso. Ser humano é orgulhoso e egoista.

Eles nao tem capacidade de ir nem na lua, muito menos a 150 anos luz.

Nao conseguem nem conviver com diferentes culturas, com diferentes religioes.

Realmente!"
Isto porque “vemos” apenas 3 dimensões no espaço!
Dizem que há no mínimo 19 dimensões (comprovadas)!

Vai que a gente não conviva com seres de outras dimensões e que “coabitam” o que nós chamamos de ESPAÇO.

Abraços,

Renato