Adeus a uma amiga querida

Uma homenagem a minha companheira Canon A60.

Ela que me ensinou, sem complicação, com seus modos pré-programados, que até um cara que nunca pegou numa máquina de filme pode tirar boas fotos.
Cada vez que eu a ligava, sabia que aprenderia algo novo. Seu modo de ‘Retrato’, mostrava como ela me via. Com seu modo ‘Paisagem’ ela me mostrava um mundo como eu nunca tinha visto antes. Às vezes ela exigia que eu tivesse firmeza, principalmente à noite, quando usava o modo ‘Noturno’, e o resultado era excelente, com a exposição um pouco mais longa. Foi como o seu modo ‘P’ que eu comecei a ter um pouco mais de autonomia sobre ela, registrando os primeiros dias do nascimento da minha filha.
Conforme minha filha foi crescendo e os seus movimentos se tornando cada vez mais velozes, o fantástico modo ‘Rápido’, foi o suficiente para não perder nenhum movimento. As panorâmicas eram incríveis e seus filminhos satisfatórios.
Com o ‘Macro’ eu via coisas que a olho nu não pareciam ser tão belas. Sempre com suas cores vivas e seu foco perfeito eu me tornava mais atraído por ela e aos poucos ela foi me ensinando todos os seus jeitinhos…passei pelo modo ‘TV’, ‘AM’ até chegar ao que pra mim seria impossível, o temível modo ‘M’. E quando cheguei nesse modo, como ela já havia me ensinado com simplicidade com todos os modos anteriores, foi fácil.
Eu nem podia acreditar que eu, que nunca havia tirado uma só foto na vida, em menos de um ano estava fazendo ‘contraluz’, ‘macro’, fotos com ‘longa exposição’ até ‘panning’.
Hoje, com dor, pesar e tristeza no meu coração, me despeço da minha tão estimada e prestativa A60.
Ela me incentivou e me mostrou que posso ir muito além do que ela me ensinou.
Espero que o seu novo dono a trate com tanto carinho com que eu a tratava e que ele aprenda, como eu aprendi, a desfrutar de todos os recursos que ela tem para oferecer.
Devo adquirir uma nova câmera, talvez até melhor que essa, mas nunca irei me esquecer desta, pois sem ela, seria impossível ir mais adiante.

Alexandre.

http://img45.exs.cx/img45/4285/14936.jpg

Obs.: Parece babaquice, mas sei que, como eu, existem apaixonados por seus equipamentos que irão me compreender.

My Webpage

que sempre haja evolução !

:risada2: legal, gostei :clap: da homenagem quase póstuma :risada2: ,

Legal a sua homenagem. Vejo no seu depoimento que nunca havia fotografado antes, um dos grandes méritos do advento da fotografia digital foi isto, uma revitalização do meio pela vinda de novos aficcionados. :thmbup:

Canon A60 bate fotos tão bonitas, ou senão, mais bonitas do que muita cameras lançamentos por ae com dezenas de ISO, centenas de modos, milhões de megas pixels e ruido ao infinito.

Minha A510 eu não vendo também por preço nenhum, quando ela morrer, vou montar uma caixa de vidro para ela, e mostrar no futuro para meus filhos, mostrar que com apenas 3 mega pixels e um processador um tanto quanto lento, dava-se para tirar boas fotos :wink:

Eita Alexandre, isso sim que é gostar da lindinha!!

Antes da D50 tive a G5 que me acompanha até hoje, embora em incursões “menos perigosas”.

Abraço e como disse o colega, VIVA A EVOLUÇÃO!!!