EUA planejam invadir o Brasil

Como eu sempre digo, ainda vivemos na lei da selva, se pretendemos ser alguma coisa algum dia o primeiro a fazer é criar uma força militar digna como fez a china, acho que é hora do Brasil ser como os grandes países do mundo e dedicar pelo menos uns 20% de seu orçamento ao setor militar para não sermos mais um país medíocre e submisso como vários pelo mundo, segue o link, lembrando que Cuba possui um dos 10 melhores serviços de inteligência do mundo.

[url=http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,OI606200-EI306,00.html]http://noticias.terra.com.br/brasil/intern...0-EI306,00.html[/url]

O presidente cubano, Fidel Castro, denunciou nesta terça-feira que os Estados Unidos estão criando um “dispositivo militar” para “deter” o movimento político na América Latina e intervir “inclusive no Brasil”. Castro afirmou que Washington tem “uma mentalidade intervencionista” e planeja “entrar na Bolívia quando for preciso, e intervir inclusive no Brasil”.

Os Estados Unidos “andam buscando bases e criando dispositivos militares para deter a América Latina com as armas”, disse Castro ao comentar o envio de 400 soldados americanos ao Paraguai.

Em um discurso de quatro horas por ocasião do 52º aniversário do assalto ao Quartel Moncada, Castro afirmou que Washington “precisa de uma base contra os latino-americanos e contra qualquer processo político revolucionário na América Latina”.

“Há dois ou três dias entraram 400 soldados americanos no Paraguai. O que fazem lá? Será que há uma nova União Soviética ali, ao lado do Paraguai? Para que querem uma base? Quem vão bombardear lá?” - perguntou o presidente cubano para as mais de 5 mil pessoas que assistiam ao ato.

Segundo o “comandante”, os Estados Unidos “não aceitam a realidade de que seu sistema conduz à catástrofe” e que a Alca (Área de Livre Comércio das Américas) “é um fracasso”.

Fidel também advertiu que não tolerará as “provocações” dos dissidentes cubanos, que chamou de “mercenários”, e destacou os avanços sociais e econômicos em Cuba.

Vestido com seu tradicional uniforme verde oliva, Fidel qualificou de “provocações” estes atos de dissidência, “animados” pelo escritório de interesses dos Estados Unidos em Havana. A oposição cubana realizou protestos em Havana em 13 e 22 de julho.

“A propagada dissidência ou suposta oposição em Cuba não existe além da mente fértil da máfia cubano-americana e dos burocratas da Casa Branca e do departamento de Estado”.

O “comandante” também dedicou parte de seu discurso para lembrar que no primeiro semestre de 2005 “a economia cubana cresceu 7,3% e deve terminar o ano com alta de 9%”, o que será o maior crescimento desde 1990, quando começou a crise cubana, consequência do desaparecimento da União Soviética e do recrudescimento do embargo americano.

piro com os dirigentes desse nosso país, com seus dólares enfiados no Cú…ecão, falcatruas a torto e a direito justo onde não era pra existir. e aí penso pra que lutar, por quem lutar?

mas lembro e me comovo de ver o povo sofrido, as pessoas e suas necessidades sendo suplantadas apenas pela fé e resignação.

algumas coisas q já vi (e não fotografei, pois até esse ato quase institivo me foi estagnado, retido pela perplexidade das cenas, pelo gosto amargo da saliva q me vinha à boca…) andando pelos sertões daki da Bahia (ou mesmo em Salvador) me fizeram rever esse amor à pátria, só diante da total desgraça humana é q nos sentimos tão humanos.

é por esse povo e por esse solo q devemos lutar. seja com q arma for, seja em q frente de batalha for. se a ameaça for externa (e é), q seja contra ela nossa luta.

outro dia conversando com um amigo, discutiamos sobre o desarmamento. ele me disse q essa campanha é promovida por organismos internacionais a fim de desarmar o povo de forma geral, mas não prevendo diminuição de violência interna, e sim um enfraquecimento do poder de fogo do cidadão em uma eventual invasão. não sei até onde é verdade ou verídica a fonte/informação, mas é de se pensar. por essas e outras sou tb a favor de uma militarização mais efetiva no país e tb contra o desarmamento nos moldes atuais.

Agente tem que começar a lutar contra os nossos governantes, contra o que eles vem fazendo com o nosso país. Tava na hora do povo começar a ir pra rua, fazer como foi feito no governo de Collor. Tentar render os vagabundos que não fazem nada alem de mamar no Estado.

Enquanto continuarem andando por aí com malas e malas de dinheiro, como se o povo vivesse muito bem, sem precisar de nada, eu não levanto daqui pra lutar contra ninguem.

A partir daí agente tem que pensar em chutar a bagaça dos americanos.

Eu me pergunto, cadê os militares desse país que não colocam a cara no governo para exigir força?
Sei que o governo tem medo dos militares fortes pq são desonestos e isso abre espaço para golpes, mas se os militares forçarem a barra para melhorar a estrutura do exército quero ver os governantes que irão manter essa palhaçada.

Sei não… acho que este país já foi invadido faz é tempo…

Um exemplo legal é o que estão fazendo com a Amazônia… quem tá monitorando tudo junto com o governo?
A empresa é de onde?

Aqui perto de casa tem uma usininha de energia elétrica… advinha quem comprou?
E o “legal” é que é perto de um rio… ((a água vai ser o futuro investimento))
Bem, mas… como qualquer motivo os americanos invadem… é capaz de inventarem que o Brasil não quer dividir a Amazonia, ou que tem muito corrupto (acima do permitido) e por isto devem fazer uma invasão para mostrar o que é democracia…

Bem, e sem falar que já invadiram com a Coca cola, mc donalds, levis, nike, ford, chevrolet, etc… é só pensar que vc terá pelo menos um “ítem” americano em sua casa…

Abraços,

Renato

obs: heheh esta observação é para rir… "eu acho que a única chance que o Brasil teve era quando o Enéias era candidato a presidencia… ele queria fazer bomba atômica… " “Mas hoje, que ele está lá no meio, tá sussegado… até demais… tá quetim, quetim… por/que será?”

Eu me pergunto, cadê os militares desse país que não colocam a cara no governo para exigir força? Sei que o governo tem medo dos militares fortes pq são desonestos e isso abre espaço para golpes, mas se os militares forçarem a barra para melhorar a estrutura do exército quero ver os governantes que irão manter essa palhaçada.
Leo, eu realmente não quero discutir esse assunto aqui, mas os militares já tiveram bastante tempo de governo nas mãos e eu espero que isso não se repita mais. Já foram vários os jovens torturados pelo regime (inclusive o meu pai) naquela época e eu realmente não quero ter que passar por isso também... Isso para falar só da parte mais conhecida.

Sobre o investimento na guerra, penso exatamente o contrário que você. Por princípio sou contra tais investimentos. O que esse país precisa é de educação, antes de mais nada. Mas realmente não pretendo discutir esse assunto no fórum…

Abraço!

Não, os militares não…

Agente que tem que botar pressão.

Mas ninguem se manifestou ainda…