Orkuticídio

Minha opnião pessoal é que, o Orkut é Open total.
Quem entra lá, é responsável por popular suas informações pessoais.
Se a pessoa quer privacidade porém não quer abrir mão de possuir orkut, para manter atualizado a lista de amigos, simples : Deixe eu profile em Branco, não coloque fotos, e apague TODOS os seus Scrapts.

Tem gente que popula informações pessoais privadas em um website de acesso publico, e ainda reclama.

Gente que cria comunidade EU ODEIO MEU CHEFE, e dentro dela, descreve seu atual chefe e mete o pau nele…
Eu odeio nao sei o que…
Menininhas que batem fotos na diagonal, enfatizando seus peitos, e escrevem que curte sair e sexo, etc…

Sei de varias RH que dao um search no Orkut e dao uma olhada no profile da pessoa…
Fazem isso, pois como eu disse, é livre o acesso total as dados, coloca la quem quer.
Se ferra quem quer.
Brasileiro perde muito tempo com essas besteiras
Pessoal sem noção…

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u18538.shtml

02/06/2005 - 11h32
Cansados de espionagem virtual, internautas cometem orkuticídio
Publicidade
JULIANA CARPANEZ
da Folha Online

Depois da febre de adesão à rede de relacionamentos Orkut, muitos dos usuários da ferramenta se desencantaram com o serviço do Google e partiram para uma nova onda ligada à tecnologia: o orkuticídio. Como o nome indica, essa é uma espécie de suicídio virtual, em que o internauta deleta seu perfil do Orkut, some da página dos amigos e, geralmente, jura querer distância do site (pelo menos até criar um novo perfil).

Um dos principais motivos para a solução radical do universo on-line é a invasão de privacidade. Antes de acabar com sua vida virtual por se sentir exposto, o jornalista Gustavo Schor, 25, escreveu um e-mail de despedida que enviou aos amigos --via Orkut, é claro.

“Cansei de saberem tudo da minha vida --mesmo coisas banais. Quem quiser saber se fumo ou não, que me pergunte”, diz a mensagem. Schor, que encontrou cerca de 390 amigos e colegas em um ano de Orkut, também se irritou com a idéia de “adicionar” pessoas. “Estava quase me sentindo um attachment”, afirma.

O joalheiro Juliano Vidal, 33, também encerrou sua conta pela questão da privacidade. “O Orkut representa uma invasão violenta, as informações ficam muito expostas”, diz. Como não há uma maneira mais reservada para as pessoas conversarem no Orkut, Vidal deixou a ferramenta de lado e optou por se relacionar virtualmente com os amigos via e-mail ou MSN Messenger.

O orkuticídio é uma tendência natural, pois está ligado a uma ferramenta totalmente desconhecida que, em poucos meses, tornou-se fenômeno entre os internautas --hoje há cerca de 5,9 milhões de usuários cadastrados, sendo que 70% deles se declaram brasileiros.

“As pessoas passaram por uma fase de testes para entender como o Orkut funciona. Era difícil ter essa noção de privacidade no começo e, por isso, muitas delas sentiram o impacto negativo da exposição”, afirma Erick Itakura, psicólogo e pesquisador do NPPI (Núcleo de Pesquisa da Psicologia em Informática), da PUC-SP.

Como conseqüência do exagero, muitos viram o lado negativo da ferramenta, optaram por ser anônimos no universo virtual e clicaram no “encerrar conta”. Sem considerar os “chiliques inesperados” do Orkut, como o próprio site descreve sua instabilidade, o processo de encerramento leva apenas alguns minutos.

[b]Agora uma matería tosca que contradiz a primeira:[b]

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u16489.shtml

Ridiculo, “famoso no orkut”… e depois as pessoas reclamam da privacidade.

No comments.


[color=purple]Olá, Jesiel.
Concordo com você em 80% e só tenho 26 amigos no ORKUT. Era prá ter, no máximo, 21, mas reencontrei colegas de “ginásio” e adicionei. Só tem dois modos de se falar com privacidade no Orkut. A pessoa escreve através de “enviar mensagem” ou de DEPOIMENTO (assim, só a outra pessoa vê em sua página inicial, deleta ou responde por mensagem ou depoimento também e deleta em seguida). Acho, também, que, quem quer privacidade, deve SAIR do orkut mesmo.
::slight_smile:

Sempre que eu entrava no perfil do Orkut de alguém que eu já conhecia na vida real eu descobria algo que eu preferia não saber, então eu simplesmente parei de usar. Ignorância às vezes ajuda bastante.

concordo plenamente, nao sou muito de usar o orkut, mas tenho, quer dizer, tinha, a famosa conta do orkut, (famosa no Brasil), e minha mae, formada pela segunda vez e agora em filosofia me alertou, no dia de sua formatura, em que eu estava fazendo as fotos da tuma dela, que se eu tivesse orkut que deletasse imediatamente, pois ja sabia dos problemas que estavam acontecendo, eu como bom filho, escutei o conselho dela e deletei, e agora fiquei contente em ver este topico, espero que + passoas deletem tb.

Temos que abrir um parenteses aqui.

O Orkut é um software sem nenhuma privacidade, onde os dados ficam públicos para quem quizer cheretar.
Essa é a idéia inicial do programa e se mantem até hoje.

O que eu não entendo, são pessoas reclamando que querem ter privacidade, em um software que foi projetado para não ter privacidade.
Seria a mesma coisa do que querer utilizar os filtros do PhotoShop no Paint do Windows.

Mesmo a pessoa “maquiando” o profile, comunidades e deletando Scrapts, mesmo assim, seu profile é de acesso público, para as RH das empresas, para os sequestradores e para os tantos milhares de pessoas que não tem o que fazer e ficam fussando no profile dos outros.

A idéia inicial do Orkut era “arvore” de relacionamentos em comum, só que chegou o brasileiro e transformou o negocio em um reallity show.

Eu não entendo esta necessidade “nacional” de expor sua vida inteira para os outros, absurdo.

Pior é as merd* que eu ja fiquei sabendo até hoje… é casal que termina relacionamento por causa de Scrapt de fulado, é o cara que foi mandado embora do trabalho por que criou a comunidade “Eu odeio meu chefe”, onde o cara expos várias situações, onde creio eu, seu chefe se encaixava perfeitamente…

Muitos ainda acreditam que as RH das empresas não entram no profile antes de contratar…engano deles.

Nunca tive cadastro no Orcut, nem fake.

Eu tenho uma conta no Yogurte.
É útil para manter um contato com o povo e não perder as datas de aniversário… hahahaa.
Apenas isso.

Perfeito Jesiel!!! ;D
Encontrei velhos amigos do tempo da escola e ainda não esqueço mais o aniversário de ninguém!!! hehehehe

Além disso, gosto de algumas comunidades:

* “EU QUERO PARAR DE FUMAR”.
Me ajudou bastante! Acho que acabou servindo como um certo “apoio psicológico”… Afinal na mesma época muito mais gente pelo Brasil afora tb. estava engajado em largar o cigarro. Essa convivência (mesmo que virtual), contribuiu e muito. Estou quase completando 6 meses sem o maldito cigarro!!! ;D

Se alguém se interessar, a comunidade é essa:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=460332

[b]* COMUNIDADES SOBRE PHOTOSHOP…

  • COMUNIDADE SOBRE A K10D… [/b]

;D

Muito interessante, isso é prova que algumas comunidades fazem bem para a saúde mental ( bem poucas… umas 0,5% … mas existem …rs)

Meus parabéns.

Eu realmente não vejo a hora de proibirem de vez o fumo.

Achei o Orkut do Lula:

re…

Essa está muito boa… Tem outros do tipo, mas como comunidades sobre a figura e não perfil.