Profundidade de Campo

Nestes últimos finais de semana fiz algumas fotos e tive a impressão de que as fotos tiradas com f6.3, f7 ou f8 têm uma profundidade de campo maior do que uma lente de câmera convencional.

Isso me ocorreu, pois quase tudo que está na cena sai focado. Lembro que na minha máquina convencional que tinha f22 o f8 não focava tudo, apesar de focar bastante coisa.

Existe diferenças entre digital e analógica ou é impressão (errada) minha?

Abraço,

Melão

Você tem razão. O fato do sensor estar muito junto da lente, isto é, haver uma pequena profundidade de campo real, faz com que a profundidade de campo seja enorme.

Isso possibilita composições com tudo em foco, bastante complexas e algo difíceis.

Ivan

that sux
:frowning:

Quanto menor a distância focal maior a profundidade de campo (motivo pelo qual as grandes angulares possuem grande profundidade de campo), como vc tem distância focal menor por ter sensor menor a profundidade de campo tbm aumenta.
A profundidade de campo é tirada da relação entre distância focal (REAL) e abertura. :slight_smile:

Existe alguma forma de enganar a máquina? Tentarei dar um exemplo.

Vamos supor que esteja perto de uma cachoeira e queira fazer uma foto com o efeito de “véu” na queda d’água. Imagino, nesta situação hipotética, que esteja sol. Por esta razão não conseguirei fazer por não poder deixar com uma longa exposição, certo? É possível colocar um adaptador que diminua a entrada de luz, tipo um furo menor do que o f8.0?

Obrigado,

Melão

Chama-se filtro ND.

O filtro ND é um filtro cinza de cor neutra que colocado na frente da lente tem como único efeito diminuir a entrada de luz, permitindo o uso de velocidades mais baixas.

A foto abaixo eu fiz com a S5000 e um filtro ND 4, mas em caso de não tê-lo, o polarizador também rouba dois pontos de luz.

http://www.superzoom.com.br/components/com_coppermine/albums/userpics/10499/fluxo2.jpg

Existe alguma forma de enganar a máquina? Tentarei dar um exemplo.

Vamos supor que esteja perto de uma cachoeira e queira fazer uma foto com o efeito de “véu” na queda d’água. Imagino, nesta situação hipotética, que esteja sol. Por esta razão não conseguirei fazer por não poder deixar com uma longa exposição, certo? É possível colocar um adaptador que diminua a entrada de luz, tipo um furo menor do que o f8.0?

Obrigado,

Melão


Sim, existem filtros que diminuem a passagem de luz pela lente em um número de pontos específicos, chamam-se ND :slight_smile:

Existem ND de várias medições, 1 ponto, 2 pontos, 3 pontos, 4 pontos e vc ainda pode usar filtro sobre filtro.

Pois é:

Mas na base da improvisação, há muita coisa. Por exemplo: ponha um polarizador (-2 pontos). Ponha um filtro vemelho e fotografe em PB (menos 2 pontos), ponha o ND mais o polarizador… por aí vai.

Duvida de amador.

Que mais eu posso fazer para DIMINUIR (sim, diminuir) a profundidade de campo, além de botar a abertura no máximo e aumentar a distancia focal?

Ivan,

Que bela foto! Este final de semana fui ao centro de São Paulo nas ruas e galerias dos fotógrafos tentar achar o anel adaptador “macho/macho” para macro.

Agora, pelo que você o Leonardo disseram a respeito dos ND eu não vou sair do centro da cidade atrás de filtros.

Vou adorar passar o dia lá!

Valeu.

Bom não tem muito mais do que isso para diminuir a profundidade de campo use grandes aberturas e grandes distâncias focais.
O problema é que vc começa a ter um rosto, por exemplo, em foco no nariz e fora de foco nas orelhas. :slight_smile:

Melão:

O anel adaptador eu tive de trazer da B&H de carona na compra de um amigo, pois aqui não havia como. É mais fácil mandar fazer, acho. Lá custa 8 dólares. É difícil prá caramba encontrar.

O filtro ND é fácil, e outro muito legal, que não tenho mas quero, é o cinza graduado, uma parte é um ND outra é transparente, e atransição é suave no centro, de forma que você põe a parte escura para cima, no céu, e escurece o céu, diminuindo a amplitude das luzes… Útil, né?

Ivan

Nossa, Ivan!

Útil parece ser apelido, hein?!

Melão

Eu, Renato e Ho (não sei se ele está aqui no forum, ele é do Orkut) estivemos lá tb, no sabado de manha.
Acho que não foi só a gente que deu a cara em algumas portas :slight_smile: Ninguém sabia do maldito feriado, apenas alguns lojistas (que deixaram de faturar hehe)
Comprei um case e um filtro UV pra mim. Tenho que voltar la outro dia pra pegar um PL, um ND ou esse gradual que o Ivan falou, util é brincadeira!.

O PL para a S5000/5100 pode ser o linear, mais barato e mais eficiente.

O graduado, se vocês encontrarem, por favor, me mandem o endereço da loja que também quero um.

Um outro que morro de vontade de comprar, mas custa uma graninha é o Infrared Hoya 72. Acho que sai uns 40 dólares na B&H, mas some a isso o transporte e fica realmente puxado.

Tenho feio algumas experiências usando um Close-Up +1 Hoya em retratos para diminuir a profundidade de campo. Não tenho resultados conclusivos, pois meus filhos estavam em greve fotográfica contra mim, recusando-se a ficarem parados quando percebiam que eu os estava fotografando (pois nem peço para posarem, é so ficarem parados, mas nem isso têm feito). Quando a S7000 chegar, farei mais experiências nesse sentido.

Grosso modo, acho que a lista de filtros úteis em digital são:

Filtro para proteção da lente, Pode ser um UV, um Skylight. Tenho um Skylight 1B Olympus.

Polarizador Linear - para céu e reflexos (atualmente eu o uso pouco, pois acho que força muito o azul do céu, ou o uso sem a máxima polarização). Estou sem, pois vendi o meu antigo (genérico) junto com a câmera para comprar outro melhor.

Close-Up para macro. tenho um +1 Hoya e um +4 S&K

ND - tenho um ND 4 Minolta

Além desses tenho um filtro vermelho S&K para PB que comprei para fazer experiências em digital, e pretendo comprar um filtro verde para PB. Creio que o filtro verde dará melhor resultado, pois aproveitará 1/2 dos fotodiodos e aproveitará também a faixa de azul bastante, mais 1/4 dos fotodiodos.

Outro dia li que usando um vermelho sobre um verde conseguia-se captura em infrared. Como quero comprar um verde, farei a experiência. Se der, vale muito a pena.

Uma expeiência interessante de captura em Infrared pode ser feita com pedaços de filme opacos, revelados não expostos, ou com slides velados. Coloca-se dois filmes desses um sobre o outro na posição do filtro e fotográfa-se contextos extremamente iluminados (fortemente ensolarados) em baixa velocidade (a mínima da câmera, 2s). Dá certo. Não fica muito bom, mas dá para sentir o efeito.

Abraços,
Ivan

Concordo contigo sobre a utilidade do polarizador e do ND, os filtros para proteger eu não uso, eles causam perda de qualidade ótica o que em incomoda muito.
Quanto a fotos IR tem que ver se sua cam tem o filtro low pass IR ou não, pq se for IR sua câmera nao conseguirá fazer fotos IR, eu sei que a Sony não é IR, mas a 10D por exemplo é, fui frustrado em alguns testes de fazer fotos IR com ela :frowning:

Eu também não uso filtros para proteger, Leonardo. Mas para fotografar na beira da praia uso, para viagens ao litoral, uso, para ambientes empoeirados também.

Eles são uma necessidade, só não devem ficar o tempo todo na lente como muita gente faz.

A Fuji funciona bem com o Hoya 72 IR, já li inúmeros depoimentos sobre isso. Experimente com a sua 602.

[..] os filtros para proteger eu não uso, eles causam perda de qualidade ótica o que em incomoda muito.
No meu caso, que moro numa praia, não penso em sair de casa sem ele, é ruim, aumenta bastante o ruído, fiz uns testes in-dooor e tive a impressão que ele diminui em 1/3 pto da luz; mas cada vez que volto pra casa e olho pra ele, agradeço que todos aqueles seres estranhos estão no filtro, e não na lente. ;)

Me lembro de ter lido no ricciardi que tem alguns muito bons (em torno de US$30), que diminuem a luz em só 3%; masnão sei onde se compra isso. No caso da minha A2, que é 49mm, é só procurar um filtro que seja 49mm que vai caber?

Ivan eu posso até ver na S602 o complicado é que meu filtro IR é 77mm (assim como quase todos os meus filtros) e a S602 deve ser bem menos que isso no tubo (que eu tbm não tenho).
:frowning:

No ebay vendem tubo genérico para a S7000/602/S20 por cerca de 15 dólares. A boca do tubo é 55mm, e para 77 haja anel -risos!

Bem, não se pode ter tudo, e eu também não tenho um IR.

No fundo, compramos o que serve para mais coisas, não é? O IR só se justifica se você for desenvolver um trabalho extenso nele.

Minha S7000 já virá com o tubo original, pois como uso muito o conversor de grande-angular, não faria sentido não tê-lo.

Fotografei com uma S7000 neste fim de semana, e de cara lhe digo o seguinte:

pior de segurar que a S5000, não por ser mais pesada (é mais pesada), mas por ser menos esculpida na empunhadura.

EVF fantasticamente superior, ao olhar para ele tive um susto. É o dobro da resolução, e não vemos mais a imagem pontilhada

LCD também maior e mais confortável

comandos mais confusos que na S5000 (talvez porque eu estivesse acostumado com os comandos da 5000). A regulagem de velocidade e abertura por uma rodinha superior achei ruim, pois a rodinha não é firme e com feedback táctil (cleck, cleck, cleck, seria o bom), mas acho que acostuma.

foco mais lento devido á combinação de dois sistemas de foco, não responde tão rapidamente quanto o da S5000, embora provavelmente foque mais precisamente.

No mais ela é tão parecida com a S5000 nos menus, etc, que é como quando mudamos de computador mantendo o sistema operacional: muito melhor, mas ao abrirmos a tela é igualzinha -risos. Tem o mesmo fotômetro por barrinha, e não cheguei a usar o histograma nem fotografar em RAW, só em JPEG fine.