Quando o ego influencia negativamente?

Pessoal,

Pensando na vida :), estava aqui a meditar sobre como certas pessoas possuem certas atitudes, por terem determinados titulos. Como aqui e um forum de fotografia, vou falar sobre os fotografos naturalmente.

Outro dia estava discutindo com uma pessoa, que nao vou identificar, sobre cameras. Ela, ja se dizendo ou dando a entender ser profissional, falou de como a 5d e maravilhosa e uma revolucao. Retruquei, e comentei sobre como a Canon esta em uma fase complicada, pois esta com uma tecnologia atrasada (e digo isso nao so pelo que o Leo fala, mas por eu nao ver uma imagem das cameras novas que seja muito superior a imagem de uma d60) e que as concorrentes estao chegando perto (s3, d50, etc).

A resposta? “Sou profissional, trabalho com isso, a s3 nao chega nem perto…”. Resolvi nao discutir mais sobre o assunto especifico. Obviamente, nao poderia deixar de ser respondao, e respondi tb.

Enfim, agora estava pensando nessa situacao. Nao a discussao em si, pq cada um ve e acredita no que quer, e eu acredito que reviews de sites grandes sao uma indicacao, nunca uma comprovacao, e que vou sempre duvidar deles, que a experiencia dos usuarios imparciais sempre vai ser relevante, e que nao vou comprar uma camera que tem uma qualidade de imagem A se ela nao tiver o X que falta pra me agradar (mesmo que a imagem da outra camera seja um B, algo nao tao bom quanto o A). O problema e a atitude de “Sou profissional, trabalho com isso”.

Sabe o que me lembra esse tipo de atitude? Nao sei se voces ja ouviram o trote da telerj (bom, trote e feio, mas esse nao deixou de ser engracado), que quando o cara que esta sofrendo o trote diz que e advogado, e reclama que esta sendo chamado de viado, o troteador (?) responde: “Primeiro, grandes merd*s vc ser advogado, e depois que todo advogado e viado mesmo”. Pensei igual sobre esse tipo de atitude.

Claro, um profissional da area sempre vai ter mais respaldo do que um “qualquer”, mas sera que o simples fato de ser profissional ja te credencia a ter mais conhecimento, a tua opiniao ser, de alguma forma, superior a dos outros? Eu nao acredito que seja. E como a mae que diz que o filho esta com tal coisa, diz para ele tomar tal remedio, levam a crianca no medico e ele diz a mesma coisa que a mae. A mae, mesmo nao tendo a formacao do medico, tem o conhecimento pratico que permitiu que ela fizesse um julgamento. Obviamente, a medicina nao e uma ciencia acessivel a todos e, infelizmente, sou obrigado a defender minha profissao dos charlatanismos e das auto-medicacoes, dizendo que a atitude certa e levar a crianca a um medico, mas existem outras situacoes que um “leigo” ou “amador” e capaz de julgar tao bem quanto um dito “profissional”.

Se formos pensar bem, e muito facil ser fotografo. Basta uma camera fotografica. Ser profissional tambem: basta receber pelas fotografias que se tira. O diferencial e o fotografo que tem a visao que um mero amador teria dificuldades de ter, aquela visao que permite que a foto seja construida e nao meramente encontrada. Em resumo, acho que o fotografo profissional, como um verdadeiro profissional é, é aquele que, com experiencia pratica e conhecimento teorico, consegue chegar em fotografias diferenciadas, de uma maneira construtiva, diferente de um amador, que consegue ou por sorte (acaso) ou por intuicao. O profissional e capaz de, alem das situacoes citadas para um amador, construir a fotografia bela. O amador pode fazer isso, sem duvidas, mas nao e uma coisa facil, e eu acho que esse e o diferencial entre os dois. Assim como qualquer um pode pegar o livro de medicina interna e aprender a tratar uma pessoa de pneumonia, mas o medico tem o conhecimento teorico e experiencia pratica de saber se aquilo e uma pneumonia ou nao, qual o microorganismo que o paciente possivelmente tem (sem uma exame de cultura bacteriana), qual o antibiotico que vai fazer melhor efeito, o que fazer se o paciente tiver uma reacao anafilatica (aquela reacao alergica forte que pode levar a pessoa a uma parada cardio-respiratoria e ate a morte) e o que fazer para evitar que o paciente tenha essa reacao, etc.

Mas, dai, esbarramos no problema do ego. O ego e indispensavel para que facamos algo, mas quando ele ultrapassa certos limites, e a pessoa acha que e mais do que outras ou se acha “intocavel”, temos um serio problema, em N espectros (e, voltando a biologia, que eu tanto gosto, o estresse tambem e necessario para que facamos algo, mas quando temos um estresse em excesso, temos um ataque ao nosso corpo). E o caso daquele fotografo que acha que, por receber dinheiro pelas fotos que tira, e mais capaz do que qq um do forum, que faz somente pelo amor e pela diversao.

Sera que estou muito errado em desprezar atitudes egocentricas como essa? De achar uma infantilidade, uma besteira, ate mesmo uma estupidez, achar que um titulo te outorga maior conhecimento, maior sabedoria, maior discernimento, maior sapiencia? Ou sera que tenho razao, de que esse tipo de atitude nao condiz com verdadeiros profissionais, que trabalham e que nao desprezam informacoes que recebem dos outros, mas que sabem, sim, separar o joio do trigo?

O Leo e um bom exemplo. Nao conheco o trabalho dele, nao sei se e bom fotografo, mas sei que ele e um profissional, que trabalha e recebe dinheiro pelo trabalho dele. Entretanto, nunca li um post dele que nao tivesse conhecimento de causa, quando discordava, era com motivo e justificativa. E ele sempre pareceu aberto a novas informacoes, a mudancas. Um exemplo disso foi ele ter mudado o seu mount por acreditar que a Canon nao satisfazia mais, e que a S3 era uma concorrente de peso para o que ele precisava, e era mais capaz, inclusive, que a Canon. Ele, que e um profissional, parece ser uma pessoa que, muito alem de ser humilde, que nao e o principal aspecto que eu quero dizer aqui, e uma pessoa equilibrada.

Pq nao digo humilde, e digo equilibrada? Pq a humildade muitas vezes cai no cliche da falsa modestia. O cara e humilde, mas na verdade, ele se faz humilde para parecer maior, “o cara sabe tanto e diz que nao e nada”. E muito, sim! Agora, o cara sabe que tem muito conhecimento, mas sabe que nao existem verdades absolutas, conhecimentos supremos, e que sempre tem alguem que pode saber algo que nao sabemos. E o importante e que sejamos nao humildes, mas equilibrados, para nos darmos o verdadeiro valor que merecemos, sem menosprezar os outros ou desconsiderar pq o outro nao e de tal maneira ou nao tem determinada atividade.

Amigo, que desabafo heim?
Parece que o cara te perturbou mesmo.

Nossa, obrigado pela parte que me toca hehehe! :slight_smile:
Mas isso acontece a todo o tempo, mas é muito culpa do MKT, o MKT lava a mente das pessoas sem que elas percebam, isso é realmente muito triste.

Leo, mas mesmo assim, acho q uma pessoa dita profissional nao e necessariamente mais apta ou capaz para dar um juizo sobre alguma coisa do que outra que nao seja profissional.

Eu nao sou profissional, mas sou tao capaz quanto qualquer outra pessoa de expor qualidades e defeitos de um determinado produto. Sou capaz de avaliar uma boa fotografia. A diferenca e que nao recebo para tirar fotos.

O fato de receber pra fotografar nao faz o cara ser mais conhecedor de fotografia do que eu. Ate pq qualquer um pode pegar uma 20d e fotografar um casamento, um show.

O problema e que o ego insuflado da pessoa, por fazer isso, faz ela pensar que e superior aos outros, e que seu juizo vale mais do que o de qualquer outra pessoa. E aquele cara que se acha o “professor”, que fala e te corrige, e sempre tenta parecer superior, e menospreza o teu conhecimento.

Tenho horror desse tipo de atitude. Durante o segundo grau tive professores assim, e tive um colega de aula que adorava se mostrar o intelectual e conhecedor, e que aconselhava o mais “novato”. Acontece que ele tentou passar a perna no novato aqui sobre uma ideia de estagio remunerado, de tao cachorro que era. Por isso que nao suporto essa atitude de superioridade. Pseudo-superioridade. E imposta, pq nao sou eu que reconheco o maior conhecimento da pessoa, ela que quer impor que sabe mais que eu, ou que qualquer outro.

Pois é, esse tipo de coisa acontece em todas as áreas.

Existem muitas pessoas que se escondem atras de seus diplomas. Fico muito feliz por nunca ter visto um caso deste aqui no fórum.

Na área onde trabalho (web designer), não é necessário voce ter um diploma para trabalhar na área, o mercado te aceita de qualquer forma.
A pessoa mais talentosa que conheço nessa área é completamente auto-didata, sim posso afirmar isso por conhece-la a muito tempo.
E há um pouco tempo abriu-se uma faculdade de Web Designer, um conhecido meu, que não tem a grande sacada para Web Designer, se acha o DEUS, porque tem a bendita faculdade.
Mas visto que Web Designer é como fotografia, não é só tecnica, existe o talento.
Por exemplo, fotometrar uma foto perfeitamente ‘qualquer um aprende’, o olhar fotográfico, aonde é que se ensinam isso?

Grande Abraços
Bruno.

bruno, e isso e ainda pior quando a pessoa, que se auto-intitula profissional, acha que pode mais ou que sabe mais por um titulo, seja auto-outorgado ou dado por alguma instituicao.

O Leo e um bom exemplo. Nao conheco o trabalho dele, nao sei se e bom fotografo, mas sei que ele e um profissional, que trabalha e recebe dinheiro pelo trabalho dele. Entretanto, nunca li um post dele que nao tivesse conhecimento de causa, quando discordava, era com motivo e justificativa.
Tb acho isto ! O que mais me agrada aqui é o fluxo de boas informações vindos de diversas partes.

Olá Francisco.
Também concordo contigo que talvez o “seu amigo” pode ter exagerado um pouco heheh (ou muito talvez).
Mas isto não significa que ele tire fotos boas ou ruins e etc… Pois eu percebo que nesta área de fotografia, existem entendidos em câmeras, entendidos em fotos de casamento, entendidos em fotos de estúdio, etc… e gente que se acha entendido, etc… heheh - se a gente for no lado dos palpites então… vixchsh… cada um vai falar uma coisa hehehe - ainda mais sobre câmeras… MAS CONCORDO QUE O POR MAIS QUE HÁ DIVERGENCIAS, TEM QUE TER UM FUNDAMENTO PARA O SUJEITO GOSTAR OU NÃO DISTO OU DAQUILO… heheh

Agora existem muitos profissionais - inclusive até bem sucedidos financeiramente e “artisticamente” vamos dizer assim - que dão alguns conselhos BEM ERRADOS e me parece que até de propósito… hehehe
Aqui no fórum me parece que não há isto, mas por aí vc vê gente que fala mal de um certo equipamento, mas vc vai no stúdio dele, ele usa justamente aquele equipamento… HÁ MUITA MÁ FÉ, vamos dizer assim… “culpa do mkt” heheh

E sobre equipamentos a gente possui uma visão muito limitada para dar opiniões (eu mesmo sempre caio nas palavras dos reviews e nas fotos de exemplo e ainda dou uns palpites meio “fora” (heheh mas fundamento o por que, mesmo “sem ter a razão”). Mas aí esquecemos que a pessoa que tirou a foto no review, ou no exemplo que for, não irá tirar da mesma maneira que você. Vai saber se esta pessoa não usou uns 2 pontos a mais do que o necessário (isto na sua visão?) e aí vc não gostou da foto? isto sem contar das questões subjetivas também hehehe
Sem contar que as vezes as fotos de exemplos, são geralmente as primeiras fotos que a pessoa (mesmo o tecnico especializado em reviews) tirou, sem ainda ter pego a “manha” da câmera… sem contar que vem umas fotos bem difíceis de se analisar e as bem estruturadas, com bastante critério, vc só saberá distinguir nos detalhes em 100% de crop, pois a olho nu vc falará que a foto é igual (dependendo a câmera).

Ah, já estava me esquecendo que existem muitos profissionais preguisosos… isto mesmo… o sujeito não sabe lidar com seu equipamento e não o aproveita nem 30% de sua capacidade - vamos dizer asim. Pode parecer firula, mas tem muita gente que não sabe que dá para compensar o flash… Isto sem dizer que “falaram” para ele que uma certa marca é boa, etc e ele adquiriu a uns 5 anos atrás o equipamento “bão”. Aí ele não quer saber e até a título de proteção, ignora os lançamentos de outras marcas… ele pensa que casou uma vez (heheh) não tem separação e pronto.

O fato de receber pra fotografar nao faz o cara ser mais conhecedor de fotografia do que eu. Ate pq qualquer um pode pegar uma 20d e fotografar um casamento, um show.

Pois é… o fato da pessoa receber para fotografar, não faz ela saber mais do que ninguém (aliás, é por isto que estou tentando ingressar para este mundo heheh - não porque sei, mas porque eu gosto e vejo muita gente do ramo falando besteira).
Mas eu já discordo que qualquer um pode tirar foto de um casamento… mesmo com uma 20D, com uma S3, etc… é uma “p…ta” de uma responsabilidade… heeheh
A pessoa tem que saber o mínimo de alguma coisa hehhehe

Fazendo uma analogia: muita gente vê obras de arte, quadros que valem milhões de dólares e tal… aí vem um sujeito e diz: “Puxa… mas isto aí até eu fazia” Pois é… fazia, mas não fez…
Não estou dizendo que é o seu caso ou de outro, mas o meu… eu ainda não faço minhas obras de arte, mas estou tentando… hehehe
Mas tirando a parte filosófica da coisa, muita gente se gaba a toa… o sujeito entra para o mundo da fotografia por necessidade - justamente pelo fato dele achar que tendo um equipamento bom ele terá boas fotos… isto é um baita de um equívoco… ele fala mais do seu equipamento do que de seu trabalho… como que seu equipamento tivesse mais valor do que o próprio fotógrafo (uma pena).

Abraços,

Renato

obs:

bruno, e isso e ainda pior quando a pessoa, que se auto-intitula profissional, acha que pode mais ou que sabe mais por um titulo, seja auto-outorgado ou dado por alguma instituicao.

Eu faço direito (heheh não tem nada a ver com fotografia), mas vejo que este fato de “títulos” e “títulos” não faz parte somente do ramo fotográfico heheh
Muitos professores que tive não aceitavam que o chamasse somente pelo nome. Tinha que chamar de Dr. Fulano de tal… oras, se a pessoa até tiver o título, lá vai… mas ele se coroar um Dr. é muita “humildade” escondida hehehehehe

obs2: percebo que as vezes também falta um pouco de ego nas pessoas. A pessoa quer se fazer humilde, etc… e acaba não se dando tão bem. Pois na hora que vc está vendendo o peixe, vc tem que falar (mesmo até impor) que vc sabe o assunto, que já fez curso disto e aquilo… hehehe

Titulo e complicado. Eu venho aqui e falo de fotografo profissional, q qq um pode ser, mas nao aceito q qq um se chame de medico. Fica complicado, ne, fico eu mesmo incoerente…

E e claro q precisa de responsabilidade pra ser fotografo profissional. O problema e que existem muitos que sao profissionais (pq profissional e qm trabalha com isso, recebe grana) e eh um pessimo fotografo. E o exemplo do cara que tira foto 3x4 e fotografa casamentos no fim-de-semana. O cara pode ser um pessimo fotografo, mas oferece seu servico, e acaba sendo profissional. Digamos, ele e mais profissional do que fotografo, hehe.

Eu fico e puto com a atitude. Nao gosto que falem sem conhecimento de causa. Sabe pq? Pq a pessoa so fala para aparecer, se sentir mais do q os outros…

Vou dar um exemplo: sabe quando uma pessoa doa dinheiro pq gosta ou pq quer aparecer? Qnd ela nao fala que doou dinheiro. E aquela historia da boa vontade, quem faz por gosto nao faz por credito. Quem vem querendo aparecer muito, “pq eu sou profissional, pq eu trabalho” e quer impor banca a custo de titulos, sempre quer aparecer mais pra ganhar ibope. De cabeca, nao me lembro de 1 caso q nao seja como falei.

Abracos,

Eu fico e puto com a atitude. Nao gosto que falem sem conhecimento de causa. Sabe pq? Pq a pessoa so fala para aparecer, se sentir mais do q os outros...

Vou dar um exemplo: sabe quando uma pessoa doa dinheiro pq gosta ou pq quer aparecer? Qnd ela nao fala que doou dinheiro. E aquela historia da boa vontade, quem faz por gosto nao faz por credito. Quem vem querendo aparecer muito, “pq eu sou profissional, pq eu trabalho” e quer impor banca a custo de titulos, sempre quer aparecer mais pra ganhar ibope. De cabeca, nao me lembro de 1 caso q nao seja como falei.

Realmente… isso eu concordo também.
Neste exemplo da doação que vc citou, creio que quem mais ajuda não é quem dá o dinheiro em si e sim emprega de uma certa forma, ajuda entregando um agasalho, etc… heheh não querendo mudar o sentido da discusão tb, mas eu acho que esse negócio de dar dinheiro por dar muito errado… eu sou contra qualquer tipo de doação via telefone… pode ser que realmente ajude muitas pessoas, mas se cada um ajudasse o seu bairro, sua cidade, estaria contribuindo melhor e saberia/teria o controle de sua “ajuda”… pois dar o dinheiro e “esquecer”/virar as costas é fácil. O difícil é ajudar a melhorar a situação e não a mantê-la hehehe

Bem, mas voltando a falar sobre os profissionais… eu ainda acho que no mundo da fotografia, existem os profissionais (os que ganham dinheiro e qualquer trabalho artístico é pura “sorte”), os fotógrafos artistas (que não se importam nenhum um pouco com o dinheiro, querem fazer arte) e os fotógrafos experientes - esses depois de um certo tempo fazem fotos “artísticas” e ganham para manter o nível de vida, etc…

  • eu disse fotos artisticas no sentido de boa, de terem um motivo e expressão, etc.

Agora que existem fotógrafos cheios disso e daquilo, seja profissional ou não, tem uma chuva por aí… hehehe
Aliás, é até estranho dizer, mas por aqui no fórum eu vejo todo mundo “unido”, um querendo ajudar o outro… por aí a fora a coisa me parece diferente… principalmente quando é da mesma cidade… vc quer fazer amizade, quer trocar idéias, etc… e muitos pensam que vc é uma ameaça! Que vc irá tomar a clientela dele… vai entender…

Abraços,

Renato