Teste com conversores de RAW

Como temos facilidades de “adquirir” softwares testei 4 conversores. Camera Raw 2.4 da Abode (ACR), Capture One (C1), Rawshooter (RS), este é de grátis, e o BreezeBrowser (BB).
Foi feita a conversão com uma foto, tentando colocar parâmetros semelhantes de saturação e sharpness e mesma temperatura de cor - 5600 K e -4 de tint.
Primeiro com relação a interface. A do ACR é a mais simples e não permite batch, todos os outros permitem. A do C1 é a mais complicada e talvez a mais completa. A do BB é boa, mas eu achei a do RS a melhor. A velocidade de conversão me pareceu semelhante, não dá para ver um 1 foto se tivesse umas 50 talvez desse para ver a diferença.
Interessantemente a foto ficou com cores diferente mesmo tentando colocar os mesmos parâmetros.

Não olhem muito para ela é minha esposa :angry: :angry: :angry:

Com relação aos detalhes acho que o C1 ganhou. A ACR teve uns artefatos estranhos tipo aberração cromática.

Os detalhes nas sombras foram mais ou menos iguais, talvez uma pequena vantagem para o ACR. O BB teve o pior desempenho. A RS tem uma recuperação de sombras muito boa, que o programa chama de fill light, mas para preservar o histograma mais ou menos igual não usei muito. Talvez ele desse um resultado melhor.

Por último mais uma para comparar os detalhe. De novo parece que o C1 é melhor.

O que voces acham das fotos? Tem a mesma impressão? Tem experiência semelhante com estes softwares?

Gostei mesmo dos resultados do C1, mas ai fica a dúvida partiu de qual câmera o RAW?
Pq o processo muda de RAW para RAW. :confused:

A câmera é a Canon 300D.
Seria legal se tivesse testes com outras câmeras. Quem estiver disposto é só me mandar um RAW que eu mando ver.

Paulo, se vc quiser fazer os testes com uma foto em raw da s5100 eu posso te mandar, só me diz como, pq o arquivo tem mais de 8 megas

Novos teste com alguns RAW que baixei da net.
Canon 20D, Minolta 7D e Pentax *ist DS. Infelizmente o da 20D é em ISO 3200 então as detalhes ficam prejudicados.
Primeiro a 20D.

O pior WB é o do ACR até porque não tem um color picker então fica difícil acertar, mesmo colocando os valores em Kelvin.

Nos detalhes parece que o C1 ganha e nos ruídos o RS fica junto. Pior o ACR e o BB.

Mais uma, de novo eu acho que o C1 é o melhor.

Agora da Minolta 7D. Não tem nem conversa, C1 na cabeça.

Este é da Pentax *ist DS. A minha versão do C1 não reconhece. Agora parece que o ACR tá melhor.

Eu acho que o melhor parece ser o C1, mas pelo custo zero o RS tá no páreo. O ACR só é bom porque não precisa sair do PS, mas os resultados e a interface deixam a desejar. Agora o BB eu não vou nem mais testar, é fraco.
Quem quiser me mandar um RAW e só mandar para o meu nick no gmail. Só não garanto colocar estes testes rápido.

P.S. de novo agradecimentos para o uploader que se não existisse faria tudo muito mais difícil.

Ressucitando um topico meio antigo :stuck_out_tongue:

Paulo, você sabe se algum desses conversores abre arquivos Raw da Sony, mais especificamente, da V3?

Paulo,

Você usou qual versão do C1?? A PRO?

Eu testei a demo e achei o programa muito bom em quase todos os aspectos. O único ponto negativo é o preço.

Versão PRO US$499
Versão LE U$99

Talesp, nos programas não tem nenhuma informação sobre quais cameras tem suporte. Voce pode tentar ver no site do fabricante ou me manda o arquivo por email e eu vejo aqui.
Kkmachado, usei a versão pro, custou baratinho no emule…

Paulo, tentei aqui o RawShooter, o C1 e o BB. Infelizmente eu não conegui abrir com nenhum deles :frowning:

O C1 parece ser realmente excelente, eu escolheria ele. Tem muita funcionalidade (pelo pouco que testei, na versão 3.7 RC1 Pro)

E infelizmente nessa maquina que uso onde instalei esses programas fica no serviço, e não tem CD, portanto nada de instalar o PS só pra testar o ACR. Na verdade, eu nem podia ter instalado esses que testei, foi tudo na surdina :stuck_out_tongue:

E em casa eu uso linux, e fazendo algumas pesquisas encontrei 3 plugins para o Gimp que abrem Raw. O primeiro, Rawphoto, eu já instalei, mas infelizmente esta com problema. Quando tento abrir uma imagem Raw ele exibe algumas mensagens de erro com tags tiff no arquivo. Os outros vou testar nesse fim de semana. Todos são baseadoss no dcraw, e pelo que vi, esse tem suporte a V3. Inclusive no site do dcraw informa que o BB também é baseado nele, então não entendi pq o BB não abriu meu arquivo. Espero que em casa abra :slight_smile:

Se quiser posso te mandar um raw da V3. tem uns 15Mg. Mando pra onde?

Talesp,
Se o seu PC tem gigahertz e RAM de sobra, instala uma maquina virtual
aí no seu Linux só para rodar Windows + Softs de imagem, Linux é
paupérrimo nesta área…

No Windows já rodei maquinas virtuais com servidores Linux e Windows,
no Linux já cheguei a rodar uma maquina virtual com Windows 98 + jogos !
Muito legal !!
Funciona mesmo !!!

Uma utilização muito boa para maquinas virtuais é pesquisa e desenvolvimento,
usei algumas vezes para testar vírus e seu “comportamento”, os vírus não escapam
da maquina virtual para o mundo “real”, a não ser por erro do operador ou em filmes
de Hollywood :slight_smile:

Talesp, se quiser mandar manda para o meu nick no gmail.

Pessoal, andei fazendo as minhas experiencias com Raw + Linux. Então deixo aqui a minha experiência.

Basicamente todas as ferramentas disponiveis para linux são baseadas no DCRaw, uma ferramenta de linha de comando para conversão, que além de ter o inconveninete de ser em linha de coomando, gera somente arquivos PPM (portable pixmap). Inclusive é dito no site do DCRaw que diversas ferramentas, entre elas o Photoshop, o ACDSee, BreezeBrowser, usam o dcraw como um todo ou partes dele. A ultima versão, liberada dia 17 desse mes por causa de uma criptografia das cameras D2X e D2Hs (existente segundo um funcionario da Adobe, aparentemende negada pela Nikon) também suporta a minha camera (Sony V3 :P)

Aa prtir do Dcraw foi criado o RawPhoto.
E a partir desse foram criados um novo RawPhoto, desenvolvido por outra pessoa ( RawPhoto ), mas muito mais voltado para a D70 e o UFRaw.

Ah, essas tres ferramentas são todas plugins do Gimp 2.X.

Bem, como não tenho uma Nikon, deixei pra testar o segundo RawPhoto pra depois, ainda vou testa-lo e verificar se realmente não me satisfaz. E como o Ufraw tem versão mais recente, resolvi começar por ele.

Ele faz o basico da conversão de Raw (mais basico ainda pra mim que não conheço quase nada de conversão de Raw :stuck_out_tongue: ) Tem gerenciamento basico de cores, e para quem tem uma Nikon, consegue ler a curva detons da camera, funcionalidade que não tenho como testar (depois vou tentar pegar um Raw de uma Nikon pra testar).

Mas ainda tem um problema meio serio: ajanela de preview da imagem na hora da conversão tem umas aberrações de cores BEM estranhas. No meu teste, a luz de um poste de iluminação publica, desses de rua mesmo, saiu verde. Mas na hora de efetivar a conversão ele faz da forma certa - ou quase, já que não é possivel um ajuste tão fino, então a imagem saiu muito saturada no amarelo)
Ah! Mas quanto a isso, pode ter uma explicação: a versão do dcraw em que ele se baseia ainda não suportava a V3, mas só a F828. Pode ser que ele ainda não tenha suporte efetivo da V3.

Além dessas ferramentas, enncotrei o Digikam, com suporte atraves do kipi-plugin. Esse usa efetivamente a ultima versão do dcraw, e tem muita coisa interessante para um ajuste rapido (é mais simples de aplicar ajustes de cores, contrastes, aplicar sharpen/blur, tem conversão para PB com filtros virtuais, etc), mas infelizmente ainda não consegui fazer a conversão utilizando o digikam. Depois vou fuçar mais.

Bem, como na verdade sou analista de sistemas e não fotografo, vou realmente meter a mão na massa e escolher uma dessas ferramentas e ajudar no seu desenvolvimento. E assim dar a minha contribuição a comunidade que adora linux e fotografia :stuck_out_tongue:

Ps.: Paulo, estou enviando um arquivo Raw da sony V3 pra você poder testar com essas ferramentas que você testou.

Pps.: Pictus, eu já tenho uma maquina virtual do Windows 2000 rodando no VMware, mas convenhamos, é bem mais pratico e rapido fazer tudo no linux, desde quee sse fuincione :stuck_out_tongue:
Isso porque, fazendo as contas: um arquivo raw da V3 tem em media 15M. Convertendo para tiff, para a edição, sobe pra uns 20M. Trabalhando com 3 camadas, já temos 60M, isso sem contar toda a memoria consumida pelo programa, o que deve subir pra uns 100M. Mais o Windows 200, que pra rodar bem tem que ter uns 256M, já se foi quase toda a minha memoria (tenho 512M) e processamento. Prefiro fazer a conversão corretamente e usar o Gimp, que já está muito bom.

Talesp,
Linux para fotografia = gostar de sofrer ! Fala serio !! :wacko: :smiley:
Caso vc já não saiba vai em http://www.blkviper.com (esta fora do AR)
este aqui quebra o galho ±
Features on Tech Culture, PC Hardware and Software, Tech Tips | TechSpot
da uma boa lida e desliga todos os serviços inúteis que gastam memória,
aqui o XP SP2 tem 35 serviços desligados entre outras coisas, faz muita diferença !
É da água para o vinho no caso do XP, no 2000 não chega a tanto, mas ajuda.
Aqui tem informação complementar
http://www.pacs-portal.co.uk/startup_content.php
Pega o ERUNT para fazer backup do registro antes de
sair desligando os serviços.
http://www.larshederer.homepage.t-online.de/erunt/

Tales, só consegui abrir com o Adobe Camera Raw, os outros não funcionaram. O RAW é muio grandinho, 15MB, mas se usar o formato DNG da Abode passa a 7MB, mantendo todas as informações.

Obrigado, paulo. Vou testar depois e ver como o Photoshop+maquina virtual s ecomporta no meu sistema, se não vai ficar muito pesado.

Mas para a minha satisfação: Funciona perfeitamente com o Ufraw que sitei acima. Mas tive que quebrar um pouco a cabeça: falatava instalar no meu micro o lcms (little CMS), ferramenta para gerenciamento de cores. Agora, mesmo ainda não tendo testado abrindo uma arquivo de cores, funciona perfeitamente! Então é “quase que praticamente 99,999% de certeza” que eu fique mesmo no Gimp no linux :stuck_out_tongue: