Tratando para enviar ao Laboratório

Olá amigos…

Tenho feito varias ampliações das fotos que eu tenho revelado. No entanto, eu gostaria de algumas dicas para ampliação de fotos.

Tenho revelado as fotos principalmente no tamanho 20x25.

Como eu tenho feito:

  1. Crio um arq. 20x25x300dpi no photoshop
  2. faço um fundo preto para ele
  3. pego a imagem fotografada (infelizmente em 3.2 MP)
  4. Ajusto o tamanho (dou uma esticada na foto na proporção pelo free transformation)
  5. Ajusto cores, levels, etc.
  6. Salvo em formato JPG na qualidade máxima.

Estou indo pelo caminho certo?

Deixem aqui a sequencia que voces fazem o tratamento das fotos que voces enviam para o lab.

Um abraço,
Fernando

eu nunca mandei revelar minhas fotos e agara estou querendo fazer isso, por isso tb queria informações de como tratar o tamanho da imagem para levar para o laboratorio .
queria saber até que tamanho eu poderia fazer uma ampliação de uma foto de 1600x1200 sem perder a qualidade

Para o FernandoPaes: eu não faria assim, porque voce vai mudar a proporção da foto. As máquinas compactas tiram fotos no formato 4:3 e as DSRL no formato 3:2 e fazendo assim voce está transformando sua foto para o formato 2,5:2, o que muda as proporções. Voce deve usar a ferramenta crop especificando a proporção que voce quer ampliar. Se for em 25x20cm sempre vai ter que cortar em alguma parte, mas é melhor do que mudar as proporções da foto. Ampliar sem perda seria em 24x18.

Para o Gabão: Use em torno de 90 pixels por centímetro, o que dá mais ou menos 220dpi ou pontos por polegada, para uma imagem com ótima qualidade. Por exemplo, se quiser imprimir em 10x15cm use 1090x1590 ou 900x1350 pixels. Eu já imprimi uma foto em 20x30cm em 75 pixels por centímetro, ficou com qualidade aceitável, mas se voce olhar de perto dá para ver os pixels.

qnd mando revelar eu nem trato…a unica coisa que faço é já tirar as fotos em 3:2

Os minilabs usam em geral 300 dpi como sinonimo de qualidade fotografica, e 225 dpi (muito perto de 90 pontos por cm) como padrao para uma “boa” imagem.

Olá!

Obrigado pelos comentários:

Para pmachado: Na realidade eu não tenho tirado a proporção, mas quando eu aumento ela de tamanho (proporcionalmente, claro), sobre sempre um pedaço da imagem fora do tamanho 20x25x300dpi que eu crio. Aí eu salvo em formato JPG e ele mantem apenas aquilo que encaixa no 20x25.

Isso faz sentido?

Um abraço,
Fernando

É outra maneira de fazer um crop. Só dá mais trabalho.

É verdade, mas me permite abrir um pouco mais a foto e concentrar mais no assunto em questão. Como eu faço fotografias de eventos, normalmente eu preciso centralizar um assunto ou outro. O que torna essa tecnica mais trabalhosa sim, no entanto, me dá mais possibilidades. Mas eu concordo com voce, o trabalho é muuuuiiiito maior. Às vezes fico o fim de semana inteiro trabalhando com as fotos que vão para o lab.

Gostaria de ouvir dos fotografos profissionais, se estou indo pelo caminho certo.

Oi Gente!

Bom, estive com um amigo que trab. com fotos para eventos e ele me deu uma ótima dica, parecida com a do Paulo. A jogada é usar o crop com a proporção exata para mandar para o lab. Por sinal eu tenho mto mais liberdade com essa técnica! Fiquei animado!

Acho que poderiamos trocar mais dicas sobre o Photoshop!

Um abraço,
Fernando

Fernando, use sempre a interpolação bi-cubica que tem no PS para ajustar a foto no tamanho escolhido (com o crop tb, claro).

O que eu costumo fazer:

  • Calcular qual o tamanho da imagem, na resolução e densidade que foram feitas, que ela deve ser “cropada” para atingir o aspecto identico a ampliação que quero fazer.

Exemplo: Vou ampliar em 20x25. Se a tua camera solta 3mp, isso é 2048x1536 pixeis, ou algo proximo disso.
20x25 é “mais quadrado” que o padrão 4:3 da camera, então o lado vertical é o que “manda”. Vc então faz: (1536 / 20) x 25 que dá 1920. Ou seja, vc precisa tirar 128 linhas vertical (crop) pra imagem ficar com o aspect ratio da sua ampliação final (deixar sua imagem com 1920x1536).

  • Interpolação bi-cubica em passos suaves (10% no máximo)
    Exemplo: converta o seu padrão escolhido (20x25) em polegadas. Isso dá 8x10 (os minilabs trabalham com o padrão em polegadas).
    Agora, calcule em pixeis o tamanho dos lados nesse padrão, assumindo 300dpi (pontos por polegada):
    8x300 = 2400
    10x300 = 3000
    Ou seja, sua imagem final deverá ter 3000x2400 pontos.
    Agora basta ir fazendo a interpolação aos poucos, para que a duplicação de pixeis seja suave e a imagem não fique “marcada” com serrilhados. Quando vc atingir um dos lados (3000 na horizontal por exemplo), o outro deverá estar marcando 2400 certinho, graças ao crop preciso feito antes.

  • tratamento geral (levels/curves/contraste/saturação).

  • tratamento de sharp. Cuidado, sharp excessivo em imagem interpolada não gera bons resultados! Use o unsharp mask, mas moderado, apenas pra retirar um pouco o “soft” que é criado na interpolação bi-cubica.

Salve o JPG com 100% de qualidade, e jamais abra essa imagem para fazer ajustes e salvar novamente, pois a cada salvamento o JPG degrada mais. Se ficou ruim, abra a imagem original e comece tudo de novo…

Olá mnc,

Obrigado pela ajuda. No entanto, eu estava aqui pensando, principalmente na necessidade de agilidade que eu tenho. Eu ví um cara fazendo o crop e as imagens ficam ótimas (claro que ele trab. com uma DSLR).

Sobre esse lance de salvar apenas uma vez em JPG na maxima qualidade… Que se eu salvo pela segunda vez ela degrada um pouco… Todo mundo confirma essa informação??? É que não deveria acontecer diferenças na imagem por causa disso.

(mnc, não estou questionando, mas é que eu nunca tinha ouvido essa informação!)

Alguem quer comentar isso?

Um abraço,
Fernando

Eu trabalho numa empresa de documentação eletronica (documentos, não fotos) :slight_smile:

O algoritimo de compressão do JPEG é agressivo em qualquer circunstância, independente da “qualidade” que vc seta. Ele “come” resolução real da imagem para ganhar espaço, no momento que é aplicado.
Quando vc abre uma imagem JPEG, ela já tem perda. Quando vc salva, o algorítimo é aplicado novamente na imagem, e gera mais perdas.
Com o 100% as perdas são mínimas, mas para os mais “puristas” é considerável :slight_smile:

Certo…

Bom, como uma foto vai ser aberta no maximo 2 vezes. Será que necessita o stress?

Que tal um artigo sobre, com testes, etc??? :slight_smile: (Alguem se habilita?)

Um abraço,
Fernando

Dê uma olhada no JPEG Quality Estimator

Paulo.

Sem duvida parece muito interessante. Mas eu sempre salvo com o maximo de qualidade (12 no PS). Será que tem mta perda?

Fernando

Eu acho que é desprezível

Olá amigos...

Tenho feito varias ampliações das fotos que eu tenho revelado. No entanto, eu gostaria de algumas dicas para ampliação de fotos.

Tenho revelado as fotos principalmente no tamanho 20x25.

Como eu tenho feito:

  1. Crio um arq. 20x25x300dpi no photoshop
  2. faço um fundo preto para ele
  3. pego a imagem fotografada (infelizmente em 3.2 MP)
  4. Ajusto o tamanho (dou uma esticada na foto na proporção pelo free transformation)
  5. Ajusto cores, levels, etc.
  6. Salvo em formato JPG na qualidade máxima.

Estou indo pelo caminho certo?

Deixem aqui a sequencia que voces fazem o tratamento das fotos que voces enviam para o lab.

Um abraço,
Fernando


para fernanando paes,

trabalho com fotos digitais para o mercado publicitario e editorial, se vc quiser melhorar suas imagens experimente os filtros NK COLOR EFECTS PRO são plugins de PS da nikon, são muito faceis de usar e os resultados surpreendentes, a revista “Camera Digital fotografia” numero 2 vem um CD com estes filtros GRATIS, se qwuiser trasformar para PB experimente o site “www.cybia.co.uk” , lá vc vai encontrar um filtro chamado G-Force muito bom, tb gratis, experimente e depois me mande um e-mail pra dizer o que achou…

Eu sempre comprimo 10% que é o tolerado pelas publicações.
Todas elas aceitam comprimir 10%.

Olá amigos...

Tenho feito varias ampliações das fotos que eu tenho revelado. No entanto, eu gostaria de algumas dicas para ampliação de fotos.

Tenho revelado as fotos principalmente no tamanho 20x25.

Como eu tenho feito:

  1. Crio um arq. 20x25x300dpi no photoshop
  2. faço um fundo preto para ele
  3. pego a imagem fotografada (infelizmente em 3.2 MP)
  4. Ajusto o tamanho (dou uma esticada na foto na proporção pelo free transformation)
  5. Ajusto cores, levels, etc.
  6. Salvo em formato JPG na qualidade máxima.

Estou indo pelo caminho certo?

Deixem aqui a sequencia que voces fazem o tratamento das fotos que voces enviam para o lab.

Um abraço,
Fernando


para fernanando paes,

trabalho com fotos digitais para o mercado publicitario e editorial, se vc quiser melhorar suas imagens experimente os filtros NK COLOR EFECTS PRO são plugins de PS da nikon, são muito faceis de usar e os resultados surpreendentes, a revista “Camera Digital fotografia” numero 2 vem um CD com estes filtros GRATIS, se qwuiser trasformar para PB experimente o site “www.cybia.co.uk” , lá vc vai encontrar um filtro chamado G-Force muito bom, tb gratis, experimente e depois me mande um e-mail pra dizer o que achou…


muitissimo obrigado pelos sites zeca!
me destes uma ajuda e tanto no photoshop!

abraço!

Minha primeira experiência com revelação em mini-lab foi assim:
Escolhi as fotos, fiz ajuste de nivel em algumas.
Reduzi para 1600x1200 e um unsharp mask leve.
Salvei em um formato que usa compressão sem perdas, acho que foi png.
Usei o ImageMagick e coloquei uma legenda em todas as fotos, gerando uma imagem final de 1800x1200 (3:2), salvo em jpg.
Levei pro mini-lab, duas horas depois pequei as fotos, ficaram como eu imaginei, mas teve um pequeno corte em cima e em baixo (ums 10px), nem deu para perguntar do motivo, a loja tava com o movimento tipico de fim de ano.
Não estou aqui com as fotos para confirmar, mas acho que teve cortes nas laterais.
Copias em 15x10.
Deixei uma faixa branca em uma das laterais que usei para encadernar, o resultado final pode ser visto aqui.