Vizinhos

Ponte Nova - MG. Fuji S5200 - JPG - Alterei contraste, saturação, tamanho e usei o USM depois do resize.

http://img283.imageshack.us/img283/2066/vizinhosfaq9.jpg

Pra mim a foto está legtal, o que estraga nela sãos as casas mais ricas ao fundo…rs

Esse tipo de construçlão quase sempre me remete ao pb

Obrigado, Alex. Também acho que a construção atrás estraga. A ironia, que não aparece na foto, é que a construção “rica” é uma igreja da Assembléia de Deus.

Tenho a mesma opnião do Alex…preto e branco.
[ ]'s

As casas são incrivelmente fotogênicas, mas é necessário de algum modo anular as construções do fundo. A composição, no que tange apenas às casas, está legal, com a bananeira em boa posição. Observe que se voc~e cropar a foto na exata linha da horizontal da sacada à direita (construção do fundo) a foto melhorará perdendo os elementos perturbadores e ficando aproximadamente na proporção 2:3. Esta linha coincide com o cume exato dos telhados.

Muitas vezes, pelo menos comigo acontece assim, a foto não nasce de uma primeira abordagem de um assunto, mas de abordagens onde vou decantando os elementos principais. Se me permite uma sugestão, já que são casas próximas às suas, talvez valesse a pena uma ou duas seções a mais para extrair de um conjunto tão legal seu potencial.

Por que não RAW? O JPEG é evidente na foto.

Raw é vida.

Ao contrário do que muitos pensam, trabalho é concertar um jpeg, e não converter um raw.

Obrigado, André! Vou tentar o P&B.

Obrigado, Ivan! O que me chamou a atenção foi exatamente essa “fotogenia” das casas. Quanto à composição, achei que as árvores fizeram uma moldura do lado direito. Do lado esquerdo, a bananeira e o bambu destacaram a janela azul, que acho muito legal (por isso não pensei no P&B). Acho que os telhados formaram um zigue-zaque interessante.

Legal a dica do crop. Vou fazer. Quanto ao “Vizinhos”, dei esse título pensando nas casas como vizinhas entre si, esteticamente inclusive. Não são minhas vizinhas. Mas estão na minha cidade natal e não vai faltar oportunidade de voltar ao lugar.

Quanto ao JPG, foi uma crise. De tanto apanhar do PS, pensei: “Vou botar essa M*** em JPG e largar esse RAW de lado. Foi bom para ver que mesmo apanhando do PS o RAW é melhor.

Então, Roberto. Pelo menos pude concluir que o RAW é mesmo melhor…

Raw é vida.

Ao contrário do que muitos pensam, trabalho é concertar um jpeg, e não converter um raw.


JPEG não tem conserto!

Agora, Roberto, baixe o Adobe Lightroom Beta (é Free). Ele dá para o tratamento de tiffs e JPEG as mesmas ferramentas que usamos na conversão do RAW.

Eu estou preparando um álbum familiar daqui de casa, e estou usado o Lightroom para tratar tiffs oriundos de escaneamento de filmes. Excelente resultado!

(aliás, que ninguém me ouça, mas a proporção de fotografias boas em filme é incrivelmente maior que na digital, e elas t~em uma beleza que lado a lado evidencia-se. Estou fazendo uma seleta só com as melhores-melhores, e j´[a agora a proporção do filme é maior)

André, tambem percebi um grande potencial visual nestas casas e quero pedir a sua permissão para postar uma variante da sua foto, se voce permitir baixá-la e editá-la.

Claro que pode, Paulinho. Fique à vontade. Obrigado.

Claro que pode, Paulinho. Fique à vontade. Obrigado.
Muito obrigado Carlos, é apenas a minha forma de olhar estas casas e a edição é feijão-com-arroz, não sou bom em PS.

É apenas uma sugestão, um abraço

Paulinho Cé

Ficou muito legal, Paulinho! Na próxima ida a minha cidade vou voltar nesse local e explorar as casas com as dicas que recebi aqui.

Claro que pode, Paulinho. Fique à vontade. Obrigado.
Muito obrigado Carlos, é apenas a minha forma de olhar estas casas e a edição é feijão-com-arroz, não sou bom em PS.

É apenas uma sugestão, um abraço

Paulinho Cé


Paulinho, é como eu teria feito a foto rs… mania de usar tele, vc já vai cropando a cena no olho…rs

E até o pb seria parecido com o seu

Interessante esse crop. Realmente destaca bem mais a idéia de “casas vizinhas”. :thmbup:

Raw é vida.

Ao contrário do que muitos pensam, trabalho é concertar um jpeg, e não converter um raw.


Roberto, tb acho que o Raw te dá mais opções, e quase só uso Raw, mas se vc pegar duas fotos bem fotometradas e tal, uma raw e outra jpge, acho que não dá pra ver diferença.

em fotos mais descompromissadas só por clicar e trabalhos que exijam muitos cliques (social), o raw não se torna tão necessário (mas ai o erro tem que ser minimizado (ou melhor eliminado)

A verdade é que essa parte da cidade tem muita coisa fotografável, eu é que ainda não sei o suficiente para encontrar os melhores resultados. Mas estou indo lá “treinar”.

Os comentários são muito valiosos para o meu aperfeiçoamento. O curioso é que essa é uma das partes mais “desvalorizadas” da cidade, era a “zona boêmia”. As pessoas me olhavam com cara de espanto e pensavam: “Por que esse doido tá tirando retrato da zona?” O que eles não sabem é que é uma mina para o fotógrafo, até para um inciante como eu.

Essa outra foto foi feita de um ponto bem próximo da primeira postada. Só para dar uma idéia do potencial do lugar, que eu ainda quero aproveitar.

http://img250.imageshack.us/img250/446/zonaqs6.jpg

Vamos lá…

Eu também arrisquei um tratamento da foto do Carlos. Tratamento exagerado, eu sei, mas com o objetivo de dar relevo a algumas coisas…

  1. ao aspecto terroso das casas
  2. Às janelas azuis.
  3. atenuar o verde
  4. eliminar/atenuar o fundo.
  5. acentuar o aspecto pictórico

http://img208.imageshack.us/img208/6712/vizinhancawl0.jpg

A verdade é que essa parte da cidade tem muita coisa fotografável, eu é que ainda não sei o suficiente para encontrar os melhores resultados. Mas estou indo lá "treinar".

Evite incluir o céu com a abóbada clara.
Procure usar grande angular quando puder e o assunto estiver próximo.

Gostei muito, Ivan! Na primeira olhada tive a sensação de “exagero”, mas quando os olhos de acostumam fica muito interessante. Eu acho que as cores dão mais significado do que o P&B nessa foto.

Evite incluir o céu com a abóbada clara. Procure usar grande angular quando puder e o assunto estiver próximo.
O problema na primeira foto é que entre eu e as casas havia um rio! Na segunda foto, fiz três tentativas. Na primeira estourei o balaústre, na segunda escureci as casas e na terceira preservei o balaústre e as casas, mas o céu ficou feio.

Ainda chego lá! :laughing: